Contato: (12) 3105-1122 (12) 3105-8149​​ Atendimento: 08:30 às 11:30/13:00 às 17:30

Cruzeiro

A configuração do município de Cruzeiro foi marcada, sobretudo, pela Estrada de Ferro D. Pedro II.

O interesse pela região se devia à sua privilegiada posição geográfica, localizada na metade do caminho entre São Paulo e Rio de Janeiro, via de comunicação potencialmente estratégica para a atividade comercial. Tanto assim, que, já na segunda metade do século XVIII, havia um pequeno povoado, com capela, em terras circunscritas ao município de Lorena, que se desenvolveu graças ao ouro das Minas Gerais, e recebeu o nome de Embaú.

O comércio vindo das Gerais passava, então, pelo povoado com destino ao litoral através do “caminho dos Guaianases”, atravessava Guaratinguetá e Cunha, e chegava a Parati. Impulsionado por esse comércio, Embaú evoluiu o suficiente para ser elevado à categoria de freguesia com o nome de Nossa Senhora da Conceição do Embaú, em 19 de fevereiro de 1846.

Em 6 de março de 1871, foi criada a vila com a denominação de Conceição do Cruzeiro, devido ao marco divisório, em forma de cruz, construído no alto da Serra, entre Minas e São Paulo.


Em 1880, a vila possuía 11 mil habitantes, exportava cerca de 450 mil quilos de café, produzidos por 55 fazendas, além de ter 20 estabelecimentos comerciais, e que por isso, participou da formação de Cruzeiro.

A Estrada de Ferro D. Pedro II trouxe maior desenvolvimento para a região, promovendo a criação de um novo distrito, Estação do Cruzeiro, no município de Conceição do Cruzeiro, em 30 de março de 1891.

O distrito cresceu a tal ponto que, em 3 de junho de 1891, foi elevado à categoria de vila com o nome de Vila Novais. Mas pouco tempo depois, em 18 de julho de 1892, foi reconduzido a distrito, novamente chamado Estação do Cruzeiro, e incorporado ao município de Conceição do Cruzeiro, atualmente extinto.

Em 2 de outubro de 1901, a sede do município de Conceição do Cruzeiro foi transferida para o distrito de Estação do Cruzeiro, que passou a ser, portanto, município autônomo. O registro que teria simplificado a denominação para Cruzeiro não foi localizado.